! Cotchabamba !

. Melhor que Manhatchian .

Desses posts q nunca serão completos… setembro 25, 2010

Filed under: dá um post — Sofia @ 1:25 am

Eu ia postar isso no meu blog pessoal. Eu criei na minha cabeça q escrever faz as coisas aliviarem. Ainda tô na dúvida acerca dessa conclusão precipitada, mas como eu sei q todas se sentem da msm forma q eu e todas queremos dizer algo e não sabemos o quê, decidi escrever e escrever aqui. Se vai aliviar, acalentar, diminuir a dor…sei lá. Mas que fique registrado. Já que isso não sai da minha cabeça e do meu coração, que vá para as letras.

Dizem que nem Jesus agradou a todos. não sei quem foi que proferiu essa asneira, mas provavelmente não conheceu o Xande. Era o tipo da pessoa que nos fazia afirmar com categoria “ow, c vai gostar demais dele”. e não houve um só momento das nossas muitas aventuras conjuntas em que não caímos juntos na risada, em q não ouvimos uma história absurdamente engraçada e inusitada e em q não tívessemos a necessidade de dizer o tanto q eles nos divertia. Mais que tornar tudo mto engraçado, era bom o simples fato de tê-lo conosco. Pelo assunto que nunca acabava, pelos gostos compartilhados, pela cultura, pelas dicas, por nos deixar à vontade pra falar de toda e qualquer coisa.

Quando essa fase de treva começou, eu só conseguia pensar q não fazia sentido eu pensar q poderíamos chegar a esse fim pq logicamente eu não conseguiria viver sem ele. Eu ainda acho. Tá foda, tá doendo, tá angustiante. É um aperto e um vazio que, parece, jamais serão supridos. E eu sei q dói em vcs tb, meninas…Sei que vcs, assim como eu, se apaixonaram por ele e hj vêem essa situação como uma injustiça divina gritante. e sempre haverá, nas nossas conversas, algo a ser lembrado com mto afeto e saudade. As pessoas têm me dito que vai passar essa dor. Que, uma hora, as lágrimas vão acabar. Vcs tb sentem q não? Pois é. O xande foi, sem dúvida, nosso mais fiel companheiro e não dá msm pra acreditar. Fico pensando na alegria dele chegando pra nos encontrar, com aquele look q sempre nos agradava e elogiávamos e tento, tento mesmo, entender a lógica divina. Como nunca peguei as coisas de primeira – nem homens!-, ainda não entendi. Pode ser q a qualquer momento as coisas fiquem mais claras.

Eu queria ter dito mta coisa ainda. Ter terminado algumas conversas. Ter feitos mais planos e concretizado os mesmos. Mas o importante é que eu sempre  declarei meu amor por ele, publicamente ou não. Ele levou consigo não só uma alma ímpar, mas tb muito amor. De todas nós. O prazer foi nosso, meu amigo. Foi não, é. Pq há mta coisa boa a ser lembrada.

Não tô aqui pra falar quem sofre mais – se é q isso existe, pq cada um sabe a dor que tem…sei da contribuição q ele deu a esse grupo e sei q todas sentimos q perdemos um dos nossos. As coisas não parecem ter sentido agora. Mas eu sei (?) q alguém dará um jeito de nos explicar a lógica disso tudo.

O prazer foi nosso, Xande. Ainda não consegui dizer adeus pra vc e pretendo não conseguir. Pq te trago nas melhores lembranças, no meu coração e aguardo nosso reencontro, seja noutro plano espiritual, seja num sonho, seja onde for. Só não me peçam pra aceitar q vc se foi pra sempre pq, data maxima venia, terei q discordar.

Por favor, fique sempre conosco.

A vcs, meninas, fica o meu abraço apertado e emocionado. juntas, nós tivemos ótimos momentos com ele e juntas vamos esperar essa dor passar. amo mto vcs e agradeço por tê-las comigo e por vcs saberem exatamente o q eu sinto agora.

Aos que não conheceram esse figura, eu digo q a vida de vcs poderia ter sido diferente… poderia ter sido bem melhor!

Claro que esse post não contém metade do q eu queria dizer, metade do q eu tive com ele, metade do q vcs pensam, mas, como sempre digo, tudo merece ser registrado aqui…

Um beijo no coração. e que, não obstante o cultivo da saudade, nossa paz chegue logo, pq a dele, dizem, ele já conseguiu…

 

Tietagem Xandística YEY! setembro 21, 2010

Filed under: Top — tuty @ 5:04 am

Pois eu sempre pago pau pra Sofs por vir aqui dar satisfações, acabar com o jejum, exigir carinho, iluminar o obscuro e oferecer um alento… Sua LINDA (vc sabe o que a terra vai fazer com vc, né, baby?)! Até tentei mesmo outro dia postar o-que-quer-que-fosse, mas escrevi duas sofríveis linhas e pedi arrego. Perdi o dom que jamais tive. E agora, Jose Cuervo? Simbora bater, bater e bater na porta do céu, porque, assim, eu não posso mais usar esse distintivo. Mas aí que o tema merece, o sono enobrece e a vingança mata a alma e a envenena. Então cá estou pra dizer que, olha, the thing is que não-tá-fá-cil. A gente fica msm puta com as injustiças dodestino/deDeus/docapitalismo/docaralhoaquatro, mas, ao msm tempo, o que se há de motherfucker fazer? E aí que isso emputece gravitacionalmente mais ainda. E aí, de novo, nada a ser filhadaputagemente feito. Tetesto. Então quem reza vai lá e reza, quem ora paga o dízimo e ora — de preferência em línguas, pra pelo menos ficar divertido pra plateia —, e quem, como eu, torce e xinga, siacaba nas cantigas e nas injúrias, com o merecido louvor — olha, se eu receber as bênçãos na proporção do proferimento e da gravidade enfática das baixezas, tô de boa for life e tô repassando vááários… Ah, tá, que orgulho da mamãe. Enfim, a moral é que, Xande, darling, vamos simboraê que temos que eventualmente fazer nossa tattoo de treeeevo, temos tbm que, temporariamente, nos despediiir, a Rita tem que te contar uma coisa pra completar aquele papo didático no carro, André foi até parar na Velvet (pasmem!) e o Jardim tá passando vergonha no kart, de saudade de você, seu liiiiindo!!! E pronto. E é, teria show de Fabinho-cada-vez-mais-meu-marido-platônico pra lacrimejadamente descrever, churras do Gê pra postar embaraçosos, mas instrutivos, vídeos, niver de Miriane pra ter esclarecido o que um cabo verde de talher tava fazendo no meu bolso… Sóquenão, pq, sim, o assunto é, como disse Pia, só um. Então libera a pauta aíííííííííííííííí, bem. Enquanto isso, vou insultando muito no Twitter, pq quero acumular pra futuro escambo. Bjos, amores. Gotta love y’all. =)

 

Papo Sério.

Filed under: Top — Sofia @ 3:10 am

O post é pra posteridade. Pro xande rir. pq é o q ele vai fazer quando se der conta da mobilização mundial em prol da melhora dele. daí, ele vai dizer: cs são fracos demais, foi só uma gripezinha de nada. fiquei sedado pra não ter q aguentar as lamúrias de vcs. AHAM. não custa,viu, ele falar isso.

Mas voltando. Esse post é pra ele confirmar – pq não é de hoje q ele sabe q rola um amor mto grande por parte desse humilde grupo feminino – que não houve um só dia em que ele não esteve nos nossos pensamentos, corações, na mentalização de energias positivas e na torcida. Viramos pessoas de um assunto só. UAU (estilo Jardim). E a coisa ganhou tamanha repercussão que, as pessoas ao nosso redor, nossas famílias, sabendo dos nossos exigentes critérios pra amigos e percebendo o impacto desse afastamento temporário do nosso jovem irlandeswannabe, puderam inferir o tanto que ele é gente boa e tão aí de mãos dadas e na torcida tb. Afinal de contas, como não amar alguém que aguenta todas as bobagens por nós proferidas, nos carrega pra cima e pra baixo por essa belorizonte, guarda nossos mais profundos e sórdidos segredos, tá presente no samba e na Velvet, tá sempre contribuindo com mto bom humor e é, no mínimo, essencial e imprescindível pro sucesso das nossas aventuras diárias, noturnas e savassianas? “e aí?cs já chamaram o xande?”

Pra nós, Xande. Pra eles, Chambella. Pra mim, com a licença das demais, Xandezinho, meu amigo, meu amorzinho, meu bróder, meu parceirinho, mermão! Volta logo, fi, quié pra acabar com esse negócio de vc longe de mim. (ok, era pra ser no plural, mas Vinicius era um só,né.)

ps: que fique claro q vc tem q acordar antes do dia 03, data essa de despedida de duas cotchas q têm por vc a mais elevada estima.

No aguardo do grande retorno. e no aguardo do momento da leitura desse post.

 

Já diria Galvão Bueno:Abandono de filho é coisa séééééria, amigo. setembro 6, 2010

Filed under: erro — Sofia @ 11:53 pm

Eu só passei pra listar aqui o q não foi dito, transcrito, expresso e relatado neste blog durante todo esse tempo. Lembro que ele foi concebido com amor e com o mesmo sentimento deveria ser mantido, cuidado e etc. sim, toooodo amor é sagraaaado e o fruto do trabaaaalho é mais que sagraaaado, meu amoooor. Sério. Mta coisa aconteceu e tinha q ter sido registrada. soquenão.Como eu não tenho memória, mas tenho agenda, eis o rol:

1 – Thaís voltou e já tinha mil histórias. Inclui-se, aqui, a história que começou no avião. fumogoianoagentevêporaqui.
2 – Fomos conhecer o Uzina.
3 – O Brasil perdeu a Copa.
4 – Tentativas frustradas de comprar presente pra Thaís.
5 – Aniversario da Thaís,o q inclui:ela gosta do presente, o Thiago declarar que não curte meu cabelo, eu não bebendo no Travessa, Sete Cumes vazio, sete mil mojitos e heinekens, A Rede, R E V E L A Ç Õ E S.
(espaço de tempo de reclusão)
6 – Retorno à vida social com Travessa e Studio B: daí, vem Maysa e suas dancinhas, Renata Nalani, Doidão-querendo-ir-pro-Extra.
7 – Bar da Dalva, reapariçao de Luiz, galera jacu, O Bar e o retorno à Velvet, com direito a mtos surtos. de todos os tipos. ficadica.
8 –  Andar de bicicleta-de-quatro na beira da Lagoa da Pampulha, Temático, Assacabrasa, Rita indo a outros lugares, msgs na madrugada….e….SAMBA DA MADRUGADA(isso merece tantos posts.). Aí, vem mincses, cheiro de sacola, galera loks, terrerão e Ogum. mta coisa.
9 – O Bar e mtas historinhas divertidas. o fim de noite com o mincs Mig q logo zarpará pro Algarve e um subway mais q apimentado e delícia.

Sabe. é mta coisa. nossas vidas são muito movimentadas, até qndo estamos paradas. Não tô entendendo a inércia. Temos que aproveitar enquanto ainda estamos juntas e temos histórias coletivas pra contar. ficadicaeterna.