! Cotchabamba !

. Melhor que Manhatchian .

só pra constar março 29, 2010

Filed under: erro — Sofia @ 9:35 pm

Esse post não é informativo, não é pra fazer a cobertura cultural do show do Roupa Nova (L), tampouco vem descrever algum momento da minha vida.

Só tô aqui pra dizer que TÁ TUDO ERRADO E QUE EU CANSEI DE SER ENGANADA.

Tá tudo desandando: tem gente tendo filho, outros casando, outros trabalhando demais, não tem mais Travessa, minha cólica dura um mês inteiro, eu vou embora cedo demais da Velvet, galera muda pra pqp, segundo a UOL, a fernanda vai ganhar o bbb, a raiz do meu cabelo não perdoa e todo dia é segunda-feira.

Precisa disso? tá tudo errado. pra pqp isso tudo!

Anúncios
 

Acredito na diversidade março 28, 2010

Filed under: 1,dá um post — tuty @ 10:51 pm

Duas rapidinhas:

1. Setting: Travessa, na minha magic-Friday-accidentally-in-love. Ação: vem o vendedorzinho-engraçadinho-NOT de amendoins da Savassi — o mesmo que, em sua prévia aparição, havia me chamado de Kelly Key, a quem respondi que aquilo definitivamente não era um elogio e blábláblá — e me chama de Angelina. Porque Jolie e eu somos gêmeas separadas ao nascer? Nããão. Por causa dos lindos cabelos igualmente loiros? Nããããão. Porque estava lá com meus trocentos filhos somalianos? Nãããããããããão! Pelo mais importante: porque eu estava com o Brad. #Superseriãojuropordeus

2. Setting: matagalzinho de Confins — a.k.a. “selva” —, no meu sábado-escoteiro-sobrevivente-revivendo-o-cm, sendo eu a ‘zero-meia’, entre 3 milicos e 68 outros sobreviventes, 60 dos quais super voluntários-empolgados-gererê-gererê-uéleéssedê. Frações subsequentes:  – ‘Zero-meia, vem aqui ajudar a limpar o frango!’ ‘Não, obrigada.’ ‘Tá com nojinho, zero-meia?’ ‘Não, não, é que não sei msm… e, tá, tô com nojo tbm.’  – ‘Zero-meia, vc já matou alguém?’ ‘Não. Pffff.’  – Um botijão de gás em chamas à frente da galerê: ‘Zero-meia, tá com cara de quem quer ir pra casa, então é sua vez, vem aqui!’ ‘Sim, senhor’ (ironia perceptivelmente mode on). Meto eu o dedo e apago o fogo.

FIM.

 

Agora licenciadas, nem a Irlanda segura essas duas. março 7, 2010

Filed under: Top — Sofia @ 7:28 pm

E foi então que eu adentrei ao meu lar, olhei pro relógio e OPS: 06:53h. da manhã. Como o dia rendeu,né? O encontro era às 18h. então temos aí um considerável lapso temporal.

Bom. Mais duas formadas na turma. Agora somos todas adultas e ninguém tem nada a ver com isso.

E aí caiu aquela chuva torrencial, o campus ficou alagado e sandra me liga me perguntando se haveria mesmo o evento pq,né, ela não sabe nadar. eu lá com meu scarpin passando pela lama, todas nós muito bem trabalhadas no glamour. brigada. Oi, Reitoria,taboa. Gabi já chorando antes do evento começar, Bruna articulando nossa entrada clandestina no auditório e, opa, tamodentro!

Pena que nos faltou ousadia e sobrou recato pra acatarmos a idéia da bruna – sempre mto criativa essa menina  – de abrirmos sombrinhas coloridas em substituição aos balões/apitos/confetes/serpentinas. Mas é que nós parecíamos ser as únicas dispostas a uma baguncinha. galera não sabe prestigiar não. fico revoltada.

Continuando…Nossas meninas lindas de beca e faixa lilás (fiquei com inveja,confesso). Entrando mediante aplausos calorosos dazamigas. A cerimônia super bem conduzida, ilustres presenças de um professor altamente casável e que fala grego (JESUS!), de uma professora travestida de veludo BORDEAUX (mto bom gosto pra cor, eu diria), de um orador achando que formar em Letras é praticar stand up comedy e, né, da outra professora super investida nas artes literárias e que nos ensinou, por meio de um discurso de 6 páginas – ok, parei -, que o big bang nada mais foi do que o resultado de uma ambiciosa macarronada (ok, errei na massa, errei na referência, tirei o glamour da coisa. é isso o q eu faço.beijos.). Mas NADA, NA-DA supera o momento do juramento. eu não vou ficar falando, descrevendo,né, pq quem viu viu. quem não viu ficou sabendo pq a gente não perdoa e ixxxpaglia os babados por aí. Queria eu culpar o cerimonial, soquenao. Desculpa a maldade, Deus. Desculpa não respeitar a presença dos familiares, mas ela PEDIU. malzaê.

E nós, amigas dedicadas e envolvidas que somos, descobrimos ali, na hora, diante de todos os convidados que Tatazinha e Miriane eram da Licenciatura e não do Bacharelado. Gostei muito disso pq mostra que a gente nunca conhece uma pessoa por inteiro. Há sempre um algo mais a ser descoberto. #amizadesincera

Assim, então, elas colaram grau. Pra felicidade da família e orgulho nosso. e vice-versa. Sobre as minhas congratulações, em nome das demais cotchas, já me pronunciei na cartchenha-padrão elaborada. vcs merecem, tão de parabéns e AI DE QUEM FALAR QUE NÃO.

Terminada a cerimônia, planejamos a comemoração, o que me remete ao início desse longo post. A idéia era reunir todas nós e os mais queridos,né, lá no Social. Tá cheio, vamo pro bar. galera é criativa na hora de dar nome a estabelecimentos,né? Vamo pro bar ou pro O bar.Tentarei ser breve pq, não obstante a felicidade de todo o desenrolar da noite, fiquei mto irritada com a adolescência belorizontina. Fomos pro bar, bebemos.bubuzinha, marcelinho,gui,lucas,bebelinha.curti demais, apesar de quase ter sido assassinada com uma heineken na cabeça.ok.blz. passou. vamo pro Social. QUE?R$ 20 de consumação?eu pagaria,claro, pq,né, bebo até R$100. mas nossos amigos apenas passam pra dar oi e isso não custa R$20. vamo pro buteco-sem-nome-com-cheiro-de-galinha. não me lembro de mta coisa. Sei que, na ansiedade do aguardo por gabirosca e dona faísca, tivemos uma ébria e intensa discussão sobre os destinos dos relacionamento diversos. verdades ditas, aceitas e contrariadas, fotos tiradas, caips morango pela mesa, isabela finalmente sijogando em Cotcha, uma chuva inconveniente e chegam mais mincs.xande e a patota. curti. interação rolando e tal, galera falando coisas nada a ver, BBB, pra variar, assunto sobre a beleza do LeoBroz, xande meu marido mente aberta, marcelo não bebendo, iago com vinicius de morais e fernando ofendendo a minha saia do reveillon não sei pq. Esses meninos são uma benção pro Brasil. Brilharam na presença. E, entããããão. Finalmente Faísca e Ge e Gabi chegam. E, a cada minuto, tudo ficava mais confuso. Detalhes não tenho. Sei que rolou Velvetchi, três-beijinhos-pra-casar em Thiago, lugar lotado, pessoas nada a ver com a vida velvetiana, um 18 anos dando crise com uma 23 anos, a música não pára, o calor tá esquisito, heinekens múltiplas, sms’s enviadas e não respondidas, homens bonitos se querendo e se amando, e, de repente, 5h da manhã. Pelo amor de deus, vamo comer pq o brasil precisa de mim. êmi-cê-donáldi. Deus tava mto inspirado qndo permitiu que alguém inventasse o mc chicken. E,gente. Quem surge? Márioaloka. Nos ensinou sobre acessibilidade em projetos arquitetônicos, sobre loteamento no Nova Pampulha, sobre torcida Galo Metal. descobri que quem fez o gol foi o Junior e não o Obina e que, se a vida tá ruim, SAI DO GALO. no mais, nunca mais, bicho, nunca mais. Comemoração digna. Por mim, cs podem formar sempre. Entre essa maratona de 12 horas e um baile estressante que passa em 5 min, q q cs acham q eu prefiro?

BRIGADA,FALE!