! Cotchabamba !

. Melhor que Manhatchian .

oi setembro 28, 2009

Filed under: 1 — ritoca @ 11:59 pm

Gente, moscas de novo aqui em Cotcha. Por favor, nem Coração Bandido aparece mais por aqui… Apesar de que pode ser porque ele esteja aparecendo agora em carne e osso, neh?! Será que matei a charada (sempre achei que era com x)? Bom, amanhã é dia de prova da matéria mais difícil do meu curso inteiro… TENSO. E era dia também de ir visitar meus ‘alunos’, pra não dizer ‘trombadinhas’, na escola do estágio obrigatório, mas não vou não. Coisa demais pra um dia só. Ainda mais de ônibus e sem foninho com música. Vira uma coisa, assim, muito inviável.

Oh, e só pra constar, como ninguém, leia-se Sofia, teve CORAGEM de vir aqui contar, adorei meu aniversário, pessoal. Sambinha em grande estilo. E que se repitam os acontecimentos da noite. Nós, observadores, merecemos.

Anúncios
 

Dignidade, ja! setembro 13, 2009

Filed under: 1 — sandrinhaa @ 4:19 pm

Do auge da minha ressaca, venho aqui informar que: sobrevivi.

Para esta última calourada, tinha em mente resolver uma coisa pendente.. mas as pessoas neh..  agora residem em lugar incerto e não sabido na zooropa.. não tem problema, minc .. eu tomo todas, amarro a blusa bem no alto, jogo um charme e, a la  impostor, subo no palco e danço SEGURA O TCHAN, TCHAN, TCHAN para toda a faculdade c direito a fotos.. obrigada, Deus!

 

vai um brigadeirinho aih? setembro 11, 2009

Filed under: 1 — ritoca @ 12:15 am

Gente, pois é. O número é 24. O aniversário vai chegando e pronto, fudeu. É sempre a mesma coisa. Todos os pensamentos juntos, explodindo. Uma tpm gigante. Aquele blablabla de ‘como eu ainda não fiz isso?’, ‘nossa, como tô velha pra fazer isso’, ‘kd meu marido?’, ‘putaqueopariu, eu ainda nem formei’… Mas não é tpm, é aniversário, e na verdade no meio de todos os pensamentos também tem felicidade, porque, porra, é meu aniversário. E aí eu disfarço a chatice, né, porque ô coisa que incomoda é galera reclamando de fazer aniversário, né?! Pois é, bem chatinho mesmo, porque é uma coisa que NÃO ADIANTA RECLAMAR, tamo aí pra isso mesmo. Então eu não vou nem começar. Mas aí, no processo de não começar, você tem que ignorar a tpm gigante e tentar nem pensar sobre os 23 anos passados, que então, no contexto da tpm gigante, parecem inúteis e mal gastos, e pensar só na alegria de comemorar seu aniversário com as pessoas lindas que você tem na sua vida, e só com elas. E aí, na tentativa de ignorar, vem a professora da FaE e manda o trabalho que a gente deve entregar até dia 18/09: Memórias de Professor. Obrigada, professora, tudo o que eu precisava agora era mesmo analisar por que eu quis fazer Letras. E mais ainda como eu cheguei à licenciatura. Iupiii. E melhor: vou adorar participar da confecção de um livro com a minha história e a de meus colegas de sala… NOT!

Depois eu mostro meu livro pra vocês, tá, gente?!

Beijochegalogodia18

 

carimbando passaporte setembro 8, 2009

Filed under: 1 — sandrinhaa @ 3:05 pm

Irresistível essa foto de celebridade (han han)!

Ficadica, cotchas:

...& Jude Law! - pode ir fernanda, mas deixa a MALA, ao lado, em casa.

...& Jude Law! - pode ir fernanda, mas deixa a MALA, ao lado, em casa.

 

Depois da bonança, vem a tempestade. setembro 7, 2009

Filed under: erro — Sofia @ 9:13 pm

Pois é. Pra não deixar isso aqui criar teias como já ocorreu, venho apenas para relatar o que tem acontecido por aí.

Como é de conhecimento de Vossas Senhorias, dois filhos de umas quengas nordestinas entraram na minha casa na semana passada, às 7h da manhã. os descendentes dessas vadias apareceram com duas armas e apontaram pra cada um dos meus queridos e, graças a Deus, vivos familiares. A cambada estúpida dos policiais que ficam a DOIS QUARTEIROES daqui simplesmente fez a egípcia e lavrou o B.O. sem qualquer comprometimento, com direito a data errada e fatos que NÃO ocorreram, pq o que importa é inovar. Pois bem. Conversando com os demais moradores dessa pacata região, descobrimos que depois que os SEM-TERRA tomaram o terreno do campinho do CÉU AZUL, iniciou-se uma suspeita onda de assaltos pela regiao. Ah tá. Longe de mim fazer qualquer acusação,né. Caluniar jamais!Mas sério: meu ódio por MST não é gratuito. E como já me disseram uma vez, eu tenho q depositar minha raiva em alguém, a culpa tem que ser de algum energúmeno. aposto que tá assim ó de TV LCD por lá. malditos!

Pois bem. Um dia depois, eu e a companheira, ops, companheira não pq companheira lembra Lula e Lula me lembra pau-de-arara que me lembra MST… *raiva*. Um dia depois, eu e minha colhega Sandra Faísca Camargo fomos então participar das festividades referentes ao 100 dias para a nossa formatura. Pois bem. Fomos.Cervejinha no pátio. Os leke du pagodji sijogando na animação dos foliões…E eu e sandra lá.rindo. fotos.e tals.Faculdade inteira matando aula. Lindo. Eis que a polícia chama a Comissão na portaria e avisa que estávamos sendo notificados.ok,puliça. Nossa festa não acabou.Muito pelo contrário. Vamos ao CineClube. Vcs, meus amigos e amigas de jornada, sabem bem que esse lugar guarda um trauma. um trauma de 34 anos. olha. arrepio só de lembrar. e não é um arrepio bom. pois é. cheguei lá.nuh!lotaaaaado. Comissão que só me dá orgulho. E, como bem dito por alguém, foi minha válvula de escape.Várias Heinekens e, de repente. TRÊS tequilas. assim. do nada. e é aí que a gente começa a fazer coisas que acarretam naquela ressaca eterna: a moral. Não satisfeita com as danças suspeitas com os demais colegas – tudo bróderrr – , fui eu pro balcão e encontro uma ex-noite. Sabe-se lá pq, a única coisa q eu lembro é de COMPULSIVAMENTE morder o braço da pessoa. Não. Não sei pq. Nem sexy tava. coisa de gente louca, desvairada, perturbada, dissimulada, alcoolatra, estudante de Direito. PQP! Sei que uma discussão foi iniciada – ok, eu só sei disso pq o Lucas tirou fotos. BRIGADA! – e, de repente, eu tava emburrada. 4h da manhã. e, então, de repente, eu tava saltando do taxi. sem motivo. e então, de repente, o taxista me acorda pra me avisar que não sabia qual era o caminho da minha casa. e qndo eu chego no meu lar, fico 10′ tentando abrir o portão, sem alcançar muito sucesso. O desespero aumenta qndo eu lembro que não tenho a manha com a fechadura pq ela tinha sido trocada por conta do assalto. e não dava pra ligar pro meu irmão pq os viadinhos levaram o celular dele tb. tão vendo? Tudo um ciclo. Fato é que depois de ver o taxista rindo da minha cara e eu dando satisfações da minha vida a ele, só me restou deitar na minha cama às 5h da manhã. Chegar ao estágio ainda bêbada, sem conseguir ficar em pé.

Agora vcs vejam bem, depois de uma maré fabiojrniana, é isso que me sobra?

Francamente. Cadê os anos dourados? A época da fartura da alegria?

Creio que isso seja um castigo dos deuses. Afinal de contas, largamos o Travessa sem nem deixar uma gorjeta. Rômulo tá vendo,galera. Luís faz vodu. Rafael incorpora (ham…) e Fábio Ventura é mizifi.

É nisso que dá romper com tradições.

DSC07764